Como está o Mercado da Consultoria

 
O Mercado
A vigilância sensível e permanente do Consultor ao mercado é a atitude vital de seu melhor êxito na atividade. Permite identificar as características do mercado, os sintomas de mudanças, as nuances que as mudanças estão trazendo ao “design” do mercado; analisar tais sintomas, procurando os novos atores- Clientes e Consultores-, adotar novo modelo de atuação adequado às oportunidades e minimizar as ameaças.
 
Neste ponto, o Consultor está de posse dos elementos essenciais para sua decisão, a qual deverá ser apoiada em estratégias que maximizem o aproveitamento das oportunidades e as limitações às ameaças. É o Método IAID.
 
Uma metodologia simples de busca de novas tendências de mercado, pode ser aqui exemplificada com a automação agora aceleradíssima e constante, gerando queda brutal no emprego,  oferta de atividades on-line,  formatação de parcerias com consultores por projetos, adoção de novas formas de trabalho, de novas áreas de atuação,  redução de trabalho desenvolvido em escritórios, aumento dos em  home-office, coworking…
 
Em que consiste o Método IAID
 
 
  • Identificar as características do mercado, sintomas e nuances de mudanças;
  • Analisar esses sintomas e nuances e procurar no “design” os novos atores que provocam novas tendências;
  • Interpretar a atuação dos novos atores em função das novas tendências reveladas; vislumbrar oportunidades e ameaças voltadas para sua atividade; e
  • Decidir- apoiado em estratégias que maximizem o aproveitamento das oportunidades e as limitações as ameaças, avaliando as vantagens e desvantagens relativas a fatores intangíveis.
Tendências
  • Aumento da expectativa de vida.
  • Para os profissionais, os que estão empregados: permanência no emprego cada vez menor.
  • Para os entrantes:  há retardo na escolha do primeiro emprego, opção pelo empreendedorismo.
  • Nota: empreendedorismo existe há muito na consultoria e nos últimos dez anos é expressivo. Você pode ler mais no artigo Consultoria, ontem, hoje e amanhã.
  • Queda do emprego formal, conversão constante e planejada de executivos experientes para a Consultoria.
  • Acelerada automação, avalanche de informações, comunicação instantânea, prevalência da automação nos encontros.
Quem são os Clientes?
  • Tradicionais (governos, bancos, indústria e comércio)
  • Entidades empresariais e de empregados
  • Esporte (estádios, arenas, academias)
  • Saúde (prevenção, hospitais, clínicas, planos)
  • ONGs
  • Turismo, Lazer e Cultura
  • Condomínios
  • Instituições Educacionais
  • Escritórios e Consultórios de Profissionais Liberais
  • Instituições religiosas
  • Clubes sociais e de serviços
  • Energia, óleo & gás
  • Agronegócios
  • Meios de comunicação
  • MPMEs e empreendedores
  • Executivos em transição/ciclo corporativo
  • Empresas familiares
  • Empresas juniores
  • Sistema S
  • América do Sul e Latina
  • Jovens e Novos idosos
No próximo, como se preparar para a 1ª reunião com o Cliente. Até mais!
 

Luiz Affonso Romano é consultor organizacional, coach para desenvolvimento em consultoria, professor dos Cursos de Desenvolvimento de Consultores, coordenador da pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil.