Principais vantagens na contratação de um consultor

 
Os consultores profissionais brasileiros atingiram elevado nível de proficiência, resultado tanto do permanente aprimoramento técnico como da experiência no trato dos mais diversos problemas das empresas públicas e privadas. E hoje fazem escola!
 
No artigo “Definindo o consultor”, asseveramos que o consultor deve possuir: independência; visão externa; experiências múltiplas; atenção concentrada; e realizar tarefas temporárias (princípio, meio e fim).
 
As empresas bem dirigidas
contratam consultoria preventivamente
 
Comumente, as empresas percebem que precisam de um consultor quando já não conseguem fazer seu trabalho de forma organizada e efetiva ou quando sentem necessidade de mudança no comando, no foco do negócio, nos sistemas ou forçados por uma ampliação da demanda. Por conta disso, inclusive, o clima organizacional pode não ser o melhor; oportunidades são perdidas e a qualidade dos produtos e serviços deteriora.
 
Consultor deve, com o cliente, identificar, analisar e interpretar o “real” problema, tornando transparente a realidade não percebida ou abafada pelo dia a dia corporativo.
 
As empresas bem dirigidas contratam consultoria preventivamente, quando percebem que novos processos serão necessários para apoiar uma mudança. Ou assim que detectam uma disfunção. Prevenção em consultoria, tal qual o “check-up” médico anual, é sempre o melhor momento.
 
 
Luiz Affonso Romano
Consultor, coach para desenvolvimento em consultoria, professor e coordenador da pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil.